WhatsApp chat

Idosos: As doenças de coluna mais comuns e as melhores formas de prevenção

Idosos: As doenças de coluna mais comuns e as melhores formas de prevenção

Saiba quais medidas são as mais eficazes para evitar dores nas costas para pessoas da terceira idade.

 

Quem nunca sentiu pelo menos uma vez na vida dor na coluna, ou como chamamos mais cotidianamente: dores nas costas? Estatísticas apontam que 85% da população brasileira já passou por isso em pelo menos uma ocasião. Desse total, mais de um terço (1/3) são pessoas idosas, com idade a partir dos 60 anos.

Diante desses dados, é fácil concluir que um dos fatores mais importantes que mapeiam a origem de grande parte das doenças da coluna na população é o envelhecimento. O motivo para isso é a característica fisiológica de quem já possui idade avançada, pois o funcionamento do organismo não é mais o mesmo. A redução da massa óssea e a fraqueza muscular causam impactos na manutenção postural e na conservação da coluna.

Outros fatores podem influenciar no surgimento dessas dores na coluna, como falta de atividades físicas, maus hábitos e doenças crônicas. Por isso, independente da idade, é muito importante manter o corpo sempre em movimento.

 

Doenças de coluna mais comuns

Na terceira idade, as doenças de coluna mais identificadas, são:

OsteoartriteÉ uma doença que afeta articulações da coluna e ocorre quando a cartilagem das articulações fica danificada e gasta, causando rigidez, muitas dores e perda de movimentos.

 

Hérnia de discoA coluna vertebral é composta, dentre outros componentes, pelas vértebras. E para evitar o atrito entre cada uma das delas existe o disco intervertebral. O desgaste dessa estrutura faz com que ele saia de sua posição original e passe a comprimir as raízes nervosas que saem da coluna, causando muitas dores no indivíduo. Essas dores podem ser refletidas para outras partes do corpo além das costas, como região lombar, quadril e pernas.

 

OsteofitoseTambém é conhecida por “bico de papagaio” e ocorre quando há pequenas expansões ósseas em forma de gancho que surge ao redor do disco da coluna vertebral. Alguns fatores contribuem para o surgimento da osteofitose, como o sedentarismo e a má postura.

 

OsteoporoseOs ossos do corpo humano apresentam um ciclo de renovação que ocorre também pela absorção dos minerais contidos nos alimentos. Nos idosos, esse processo é prejudicado devido às alterações metabólicas, que com o envelhecimento, se tornam mais lentos. Assim, a osteoporose é uma doença na qual os ossos se tornam frágeis e porosos, o que possibilita maior chance de ocorrência de fraturas.

 

Como prevenir a dor nas costas

A dor nas costas é um problema extremamente comum e que atinge cerca de 27 milhões de brasileiros, segundo levantamento do Ministério da Saúde. Apesar da grande quantidade de pessoas que sofrem desse problema, há procedimentos simples que podem ajudar a superar essa dificuldade, como praticar exercícios físicos regularmente. Isso fortalece a musculatura das costas, deixando-a mais protegida. A melhor opção são as atividades aeróbicas de baixo impacto, como a caminhada e a natação.

Deixar o sedentarismo de lado também ajuda a diminuir o sobrepeso, que é outro fator de risco para a dor nas costas.

A má postura é outra causa importante para esse problema e para corrigi-la, é necessário treinar seu corpo para ficar, andar, sentar e deitar em posições que coloquem uma tensão menor nos músculos. E para melhorar a postura, tome as seguintes iniciativas:

 

Sentado Sente-se com a coluna reta e os ombros para trás, apoiando os braços. Se necessário, use um travesseiro ou outro apoio nas costas. Suas nádegas devem tocar as costas de sua cadeira. Mantenha os pés no chão, sem cruzar as pernas. Evite ficar parado na mesma posição por mais de 30 minutos.

 

Deitado Sempre durma em uma superfície firme, mas não excessivamente dura. Evite travesseiros altos. Dormir de barriga para cima é uma boa opção para proteger as costas, ainda mais se você colocar um travesseiro embaixo dos seus joelhos para manter a curvatura normal da coluna. Se você dorme de lado, dobre as pernas levemente em direção ao peito e coloque um travesseiro entre elas.

 

Ao levantar objetos Evite carregar coisas pesadas. Mas, se isso for necessário, dobre somente o joelho, deixando as costas retas. Segure o objeto perto de seu corpo.

 

Essas medidas simples ajudam muito na prevenção de dores na coluna, mas o mais importante é destacar que a prática regular de exercícios e o acompanhamento de um profissional, são o melhor remédio para evitar dores desagradáveis e a manutenção de sua qualidade de vida.

 

Dr. Marcelo Costa

Ortopedista, Traumatologista, especializado em Tratamento da Dor.

 

Related posts

Escreva uma resposta